Info! Please note that this translation has been provided at best effort, for your convenience. The English page remains the official version.

Auditoria de Recursos de Número da Internet por AFRINIC

Imprimir amigável, PDF e e-mail
Detalhes
  • Ref. Nome:
    AFPUB-2016-GEN-001-DRAFT01
  • Status:
    Em discussão
  • Data:
    18 2016 Maio
  • Autor:
    Amelina Arnaud
    Serge Ilunga Kabwika
    Jean Baptiste Millongo
    Wafa Dahmani
  • Obsoletos:
    nenhum
  • Altera:
    nenhum

1) Introdução

Como os recursos do Número da Internet são finitos, sua alocação é baseada nas necessidades operacionais dos usuários finais e dos Provedores de Serviços de Internet, evitando o armazenamento de estoque de acordo com a RFC7020, IPv4 Política de Alocação (AFPUB-2005-V4- 001), IPv6 Política de alocação e atribuição (AFPUB-2013-v6-001) e Política para números de sistema autônomo (ASN) Gestão na região AFRÍNICA (AFPUB-2004-ASN-001).

A Seção 4 do Contrato de Serviço de Registro (RSA) fornece a estrutura para investigações sobre o uso dos recursos de Número da Internet alocados, define a obrigação dos membros de cooperar e as medidas a serem tomadas pela AFRINIC em caso de não cumprimento.

A falta de tal investigação ou controle regular pode levar ao uso ineficiente dos recursos do Número da Internet, ao estoque e outros tipos de abuso.

 

2) Resumo de como esta proposta aborda o problema

Para garantir o uso eficiente e adequado dos recursos, o AFRINIC deve realizar auditorias regulares sobre a utilização dos recursos realizada por seus membros. Isso permitiria a recuperação de qualquer tipo de recurso, onde o uso não esteja em conformidade com o RSA. Esses recursos podem ser realocados para melhor uso.

 

3) Proposta

3.1) As auditorias serão baseadas no cumprimento dos termos descritos no RSA e nas Políticas de Alocação / Atribuição.

3.2) As auditorias cobrem todos os recursos alocados ou atribuídos, mas a prioridade é IPv4 e ASN mapeável para dois octetos ASN.

3.3) Classes de auditoria:

Os membros a serem auditados serão selecionados de acordo com as seguintes classes:

aleatório:

O membro é escolhido aleatoriamente pelo AFRINIC entre membros das seguintes categorias:

  • Médio e acima
  • IPv6-só Grande
  • EU-AS

 

b) Selecionado:

Um membro é selecionado devido a um relatório interno ou devido à falta de contato entre o AFRINIC e o membro.

 

c) Relatado:

Os membros solicitaram a auditoria eles mesmos ou houve uma reclamação da comunidade feita contra eles que requer investigação.

 

3.4 Em caso de não conformidade e se as evidências tiverem sido estabelecidas de acordo com a lista não exaustiva abaixo:

a) Falta injustificada de visibilidade do recurso na tabela de roteamento global.

b) Violação das políticas da AFRINIC.

c) Violação das disposições do contrato de serviço de registro ou outros acordos legais entre a organização detentora do recurso e a AFRINIC.

d) Evidência de que uma organização não está mais operando e seus blocos não foram transferidos.

e) Transferências não autorizadas de acordo com as disposições das apólices.

 

AFRNIC deve iniciar o processo de recuperação de recursos.

 

O AFRINIC deve tentar entrar em contato com a organização e corrigir qualquer discrepância em relação à RSA. Se a situação não puder ser corrigida, a AFRINIC publicará os recursos a serem recuperados por um período de três (3) meses; durante o qual a organização pode, a qualquer momento, buscar conformidade. Após esse período, o recurso será recuperado e, portanto, os registros do titular anterior do recurso recuperado serão removidos das bases de dados do AFRINIC.

 

Quaisquer Recursos de Número da Internet recuperados sob esta política podem ser atribuídos / alocados de acordo com as Políticas de Alocação e Atribuição existentes.

 

3.5 Procedimento de apelação

A auditoria deve ser realizada com total transparência e neutralidade. Mas se o resultado da auditoria não parecer justo, os membros auditados têm o direito de apelar contra o resultado. Os apelos deverão seguir um processo de arbitragem, conforme definido pela AFRINIC, que publicará o processo e o conjunto de árbitros que deverão ser voluntários conhecedores da comunidade.

 

O resultado do processo de arbitragem é inequívoco e sem apelação.

 

3.6 Relatório de Conformidade

A AFRNIC publicará um relatório anual descrevendo os membros que foram auditados e seu nível de cumprimento.

 

4.0 Histórico de Revisão

18 de maio de 2016: primeiro Draft AFPUB-2016-GEN-001-DRAFT01 Publicado na lista RPD

 

5.0 Referências

https://tools.ietf.org/html/rfc7020

http://afrinic.net/en/services/rs/rsa

http://www.afrinic.net/library/policies/126-policy-ipv4-address-allocation-policies

http://www.afrinic.net/en/library/policies/122-afpub-2013-v6-001

http://www.afrinic.net/en/library/policies/124-afpub-2004-asn-001

Última modificação em -
Data e hora nas Maurícias -